sexta-feira, 18 de maio de 2012

Música e bola

Já que falamos em Euro vale a pena recordar algumas das músicas de apoio à seleção de Portugal. No Mundial de Maradona no México em 1986 foi o mítico José Estebes (uma das mais geniais criações de Herman José) com a canção “Vamos lá cambada”, que animaram a desastrosa e polémica participação de Portugal no torneio. A cambada não passou da fase de grupos e foi derrotada pela Polónia com um golo de Smolarek.

 Em 2004 o hino oficial da seleção foi “Força” de Nelly Furtado em versão bilíngue e sotaque açoriano-canadiano. A música entrou no ouvido de todos e chegámos à final, mas perdemos com a Grécia que até hoje não sabe como conseguiu ser campeã.

 Depois da tragédia grega veio o Mundial de 2006 na Alemanha e o anúncio da Galp que pedia menos Ais e um pouco Mais. Não fomos campeões mas estivemos perto. Fomos pela terceira vez eliminados pelos franceses (1984, 2000 e 2006).

 Em 2010 houve várias opções, sendo escolhido como tema oficial “I Gotta Feeling”, dos Black Eyed Peas. Mas como o que é nacional é bom , em protesto pela escolha de uma canção em inglês para apoiar a seleção de Portugal, surgiu no Facebook um movimento para promover Sete Voltas Prá Muralha Cair de Tiago Guillul. O vídeo é bom, a letra também mas não imagino um estádio a cantar aquilo.
 Para o Euro 2012 há candidatos a hino oficial  para todos os gostos:



 Por aqui na Polónia foi escolhida a girls band “Jarzębina”, e o seu mais recente sucesso “ Koko Euro spoko” para animar os estádios. Quem não tem cão caça com gato.


Seleção portuguesa no EURO 2012

Esta semana Paulo Bento anunciou numa conferência de imprensa em Óbidos os 23 convocados para o Campeonato da Europa 2012 na Polónia e Ucrânia. A decisão do selecionador não foi uma surpresa, pois convocou os melhores jogadores que estavam atualmente disponíveis. Só Ricardo Carvalho e Bosingwa não foram eleitos devido ao conflito aberto com Bento do ano passado. A lista dos convocados está cheia das estrelas: Cristiano Ronaldo, Nani e Pepe, entre outros. 
 Embora os jogos dos portugueses sejam na Ucrânia, a seleção nacional vai viver no hotel “Remes Sport & Spa” em Opalenica (Polónia). Para Portugal, a competição começará no dia 9 de junho em Lviv (o jogo com a Alemanha), depois no dia 13 de junho também em Lviv (com a Dinamarca). O último encontro no grupo B será com a Holanda no dia 17 de junho em Carcóvia (Kharkiv). 
 A lista dos convocados para o Euro 2012: 
Guarda-redes: Beto (CFR Cluj), Eduardo (Benfica), Rui Patrício (Sporting); 
Defesas: Bruno Alves (Zenit São Petersburgo), Pepe, Fábio Coentrão (ambos do Real Madrid), João Pereira (Sporting), Miguel Lopes (Sporting Braga), Ricardo Costa (Valencia), Rolando (FC Porto);
Médios: Carlos Martins (Granada), João Moutinho (FC Porto), Custódio (Sporting Braga), Miguel Veloso (FC Genoa), Raul Meireles (Chelsea), Rúben Micael (Real Zaragoza), Nani (Manchester United);
Avançados: Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Hugo Almeida, Ricardo Quaresma (ambos do Besiktas Istambul), Helder Postiga (Real Zaragoza), Nelson Oliveira (Benfica), Silvestre Varela (FC Porto).

  Joanna Śliwińska

terça-feira, 15 de maio de 2012

Anthony Bourdain e as bifanas em Lisboa


Anthony Bourdain passou mais uma vez por Portugal e mostrou uma Lisboa melancólica e marcada pelo passado glorioso dos Descobrimentos e sombrio do fascismo, pela presente crise, mas com esperança num futuro melhor.  Comeu com alguns dos nossos melhores chefes (José Avillez,Henrique Sá Pessoa, e Ljubomir Stanisic)e provou a sua cozinha, foi aos fados com António Lobo Antunes, petiscou com os Dead Combo, jogou chinquilho, foi à pesca do polvo e à Ginginha do Rossio, empanturrou-se com marisco e adorou as tão nossas bifanas e pregos com uma imperial bem gelada. Tudo isto acompanhado pela excelente música dos Dead Combo, que graças a isso têm três dos seus álbuns no Top 10 do Itunes. Faltaram os pastéis de nata e mais vinho, entre outras coisas, mas apesar disso Bourdain deixou aqui a redacção com água na boca e ainda mais saudades de casa.